domingo, 13 de novembro de 2011

Preso e Liberto

A necessidade de mudança
É igual a pretensão de liberdade
Que não é conceito algum - escrito
Que não é necessidade alguma - gritada
Mas um movimento instintivo - silencioso.
Não poderemos ficar presos
Por muito tempo as mesmas grades.
E se, mesmo presos, levarmos a prisão
Para onde a liberdade é apreciada.
São fatos, pois só existe cárcere
Aonde é ou se pretende ser livre.
Materializadas as grades a seus cativos,
Em campos de concentração modernos,
É o nosso infâme sistema que diz:
Todos os homens são iguais e livres.
A civilização universalisou muita coisa:
Apresentou a liberdade como realizada
Apresentou a "ordem" como intransponível,
Para assim eternizar a guerra. Desmoronará
Ou a ordem ou o sonho destes que sonham
E choram o peso sob que resistem.
Policiam-nos, pois as ideias são perigosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog